Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Coisas que eu [não te] disse

Tudo o que não consigo dizer, apenas escrever.

Coisas que eu [não te] disse

Tudo o que não consigo dizer, apenas escrever.

04
Set20

Quando te amas a vida muda

Juro-vos que sim!


V de Viver

Algo que já todos ouvimos dizer é que o amor próprio muda vidas. Para quem não aprofunda o autoconhecimento acredito que seja conversa da "treta". Mas quando aprendemos a conhecer-nos melhor, quando procuramos perceber o porquê das nossas dores, de onde vêm e porque vêm, a nossa vida, realmente muda. 

Toda a dor acaba por ser uma fonte de cura. É nisto que acredito. 

E por ter procurado conhecer as minhas dores, perceber de onde vêm e o porquê delas existirem sinto que estou a viver uma fase fantástica na minha vida. 

Acredito mesmo que quando aprendemos a conhecer-nos, quando vamos para dentro e procuramos ver-nos de verdade, algo de mágico acontece. 

Por isso, hoje passo aqui apenas para vos dizer que o autoconhecimento é o maior poder que podemos adquirir na vida. Talvez vocês já saibam disto, talvez não. Mas se com este post puder tocar nos vossos corações e fazer-vos ver que não há nada tão poderoso quanto conhecermos a nós mesmos, então já vale a pena estar deste lado a escrever.

Tenho andado um pouco ausente do blog porque tenho dedicado mais tempo a outro projecto. E embora goste de pensar que, se for bem dividido, o tempo dá para tudo, a verdade é que por vezes não dá. Pelo menos para quem, como eu, perde horas em deslocações para o trabalho. Infelizmente não me tenho aplicado muito por aqui e acabo por me sentir mal com isso. Em parte, esta sensação de que estou a falhar por aqui, deve-se ao facto de o blog ter sido uma das coisas mais importantes que já fiz por mim. Não quero deixá-lo para trás porque foi, sem dúvida, uma boia de salvação quando me sentia a afundar. E também não quero deixar de aparecer por aqui porque todos vocês que me lêm foram de uma enorme ajuda durante uma fase muito complicada para mim. O blog trouxe-me uma realidade que eu desconhecia. Trouxe-me um mundo de desconhecidos que, por vezes, dizem coisas tão certeiras que parece que me conhecem de toda a vida. 

Por esse motivo quero continuar a escrever por aqui. Quero continuar a ler-vos. E peço-vos desculpa se não tenho sido tão assídua quando deveria. 

Obrigada de coração a todos vocês, e se por acaso pensarem em mim e se lembrarem de mim que seja por ser sempre sincera e verdadeira convosco. 

Por muito ausente que possa estar vocês estarão sempre no meu coração. 

PS: nunca se esqueçam de se amar com todas as vossas forças. Juro-vos que o amor-próprio é algo revolucionário. 

10 comentários

Dizer o que penso disto