Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Coisas que eu [não te] disse

Tudo o que não consigo dizer, escrevo.

Coisas que eu [não te] disse

Tudo o que não consigo dizer, escrevo.

23 Dez, 2019

Socorro

E agora?!

V de Viver

Sabem quando em determinada altura da vossa vida querem muito uma coisa? Querem aquilo mais do que tudo. E esperam, esperam, esperam até a oportunidade surgir perante vós? Aquela "ansiedade" do: quando será? Será que demora muito? Será que é ainda este ano? Sabem do que falo?

Com certeza que sabem! E então digam-me, por favor, já vos aconteceu quererem muito, durante muito tempo alguma coisa, e quando surge a oportunidade, simplesmente já não faz sentido? 

Surgiu hoje uma oprtunidade que eu esperei cerca de três anos. Mas de há um ano para cá deixei, praticamente, de pensar no assunto porque, simplesmente, outras coisas passaram a ser mais importantes. E agora? Agora não sei o que fazer! E também sei que não vão ser vocês que me vão ajudar a resolver este impasse mas a verdade é que não sei mais com quem desabafar (dois desabafos no mesmo dia, am?)

A oportunidade de que vos falo tem a ver com a vida profissional. É uma oportunidade de progredir na carreira. Há alguns anos que não surgia para ninguém, e agora surgiu. E surgiu também para mim. Só que se eu queria muito isso há uns anos, como já vos disse, neste momento eu já não sei se quero! 

Nunca fui uma pessoa com muita ambição profissional, sabem? Nunca sonhei chegar ao topo nem nada que se pareça. No entanto é claro que, sendo eu uma pessoa que gosta de estudar, aprender e evoluir, gostava de progredir.

Então onde está o problema? Perguntam vocês. O problema é que para isso acontecer eu vou ter que abandonar a vida que tenho agora durante, pelo menos, dois anos. A casa onde moro, a cidade onde moro, o namorado que tem a vida dele fixa aqui nesta cidade, tudo, tudo aquilo pelo qual lutei e tudo aquilo que conquistei. Vou ter que deixar tudo para trás e, ainda por cima, com a particularidade de saber que posso não voltar mais aqui.  

Tenho à minha frente uma das decisões mais difíceis da minha vida. E não sei o que fazer. Não costumo ser uma pessoa muito indecisa. Costumo saber bem o que quero, mas depois deste ano miserável, nunca pensei que, a tão poucos dias do final, ainda tivesse que tomar uma decisão tão impactante.

Socorro é a única palavra que me ocorre. Sei que ninguém pode decidir por mim, mas juro-vos que não sei mesmo o que fazer! 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.