Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Coisas que eu [não te] disse

Tudo o que não consigo dizer, apenas escrever.

Coisas que eu [não te] disse

Tudo o que não consigo dizer, apenas escrever.

27
Fev20

15 coisas que devíamos agradecer todos os dias


V de Viver

Há uns tempos coloquei aqui no blog um desafio de gratidão onde o proposto era agradecer cinco coisas todos os dias. Acredito que agradecer é das melhores coisas que podemos fazer na vida pois transmite-nos uma sensação de que nem tudo está mal. Não o fiz diariamente aqui no blog, contudo, fazia-o num caderno onde escrevo algumas coisitas que me vão aflorando à mente. No entanto, infelizmente, esta semana tem sido tão complicada que desde sábado que não tenho escrito nada, nem por aqui nem no caderno. Assim sendo não tenho agradecido tanto como devia e por isso decidi escrever este post hoje. Não é que as quinze coisas que escrevo hoje substituam as que devia ter agradecido diariamente mas pelo menos lembram-me, a mim mesma, que há sempre alguma coisa a agradecer, mesmo nestas semanas em que quase não páro para respirar!

Aqui fica então esta pequena lista (digo pequena porque acredito que tenho muito mais a agradecer) de coisas que eu devia agradecer todos os dias:

1- Estou viva;

2- A maioria das pessoas que amo estão vivas;

3- Tenho saúde;

4- Tenho trabalho;

5- Vivo num sítio lindo e onde sempre quis viver;

6- Posso ler, estudar, e aprender aquilo que quiser;

7- Sou livre;

8- Posso ser uma pessoa melhor a cada novo dia;

9- Tenho um lar e uma cama para dormir;

10- Posso sorrir à vontade;

11- Sou feliz;

12- Tenho os cinco sentidos em ótimo estado;

13- Já consegui realizar alguns sonhos (como viajar, por exemplo)

14- Sou independente;

15- Sou resiliente.

Estas fazem sentido para mim, contudo, poderão não fazer para vocês. Deixo-vos o desafio de escreverem a vossa lista de gratidão, e de a lerem todos os dias ao acordar. Assim, se não conseguirmos ao fim do dia agradecer cinco coisas, pelo menos acordámos e percebemos que há coisas que podemos, mesmo, agradecer todos os dias. Com certeza, irão encarar os vossos dias de uma perspectiva diferente. 

28
Jan20

Grata por ajudar

Cinco coisas pelas quais sou grata hoje


V de Viver

Hoje tive um dia super cansativo. Mais emocional que fisicamente, como de resto são quase todos os dias no trabalho. Não digo isto como forma de me queixar do meu trabalho. Gosto muito daquilo que faço. Mas nem sempre é fácil lidar com tudo o que nos aparece. E torna-se ainda mais difícil quando nós não temos condições emocionais para o fazer. Também por esse motivo acredito que o ano que passou foi tão difícil.

Gosto de pessoas. Gosto de lidar com pessoas. E gosto, principalmente, de ajudar pessoas. E tenho essa possibilidade quase diarimente. Hoje foi um daqueles dias em que ajudei, em que fui um ombro amigo, em que fui gentil e em que, por causa disso, me sinto feliz.  Porque no fundo é isso a vida. O nosso caminho passa também por aí. Ajudar o próximo.

O dia foi longo, muito longo. E não foi nada fácil. Mas já está quase no fim e não posso dizer que, no geral, não tenha sido um dia positivo. 

O dia de hoje levou-me, novamente, a pensar que não tenho agradecido muito por aqui. Tenho-o feito, quase diariamente (como tinha proposto), mas num dos meus cadernos. Naquele que está na mesa de cabeceira. Sempre à mão. Para que lhe chegue rápido se precisar de desabafar, ou se tiver um daqueles momentos de "inspiração" em que me apetece muito escrever. Já me aconteceu a meio da noite, é por isso que o caderno está na gaveta da mesa de cabeceira! 

Mas hoje deixo por aqui as cinco coisas pelas quais sou grata:

1- Vi o dia nascer (posso viver esse momento todos os dias e mesmo assim não consigo deixar de me sentir grata);

2- Ajudei alguém;

3- Mesmo com o dia díficil que tive consegui meditar uns minutinhos;

4- Fui assertiva quando me criticaram sem motivo (nada de criticas construtivas porque com essas eu sei lidar bem e ainda as agradeço);

5- Cheguei bem a casa, sem contratempos. (Não agradeço este ponto tanto como devia uma vez que faço todos os dias mais de 80km e devia mesmo agradecer por correr tudo bem.)

 

E vocês, já agradeceram hoje?

21
Jan20

A culpa é dos carros

As cinco coisas pelas quais sou grata hoje


V de Viver

Tenho andado meio desaparecida. Vou passando para publicar as minhas "frases do dia" e nem tenho tido tempo para responder aos vossos comentários. Peço desculpa por isso, mas penso que já está tudo em dia.

Nos último três dias tenho andado entretida com uma das minhas paixões. Os carros! (Um dia falo sobre isto)

Tem sido só trabalhar, correr/caminhar, e ao final da tarde seguir para garagem até perto das 22h. E no dia seguinte...repetir! 

Hoje não vou e como tal decidi entreter-me com outra das minhas paixões: escrever. 

Quero também partilhar convosco que hoje corri 3km!! Sim eu sei. É pouco  mas para mim, neste momento, é quase como uma maratona. Estou super feliz! Sinto-me sempre feliz e renovada após uma corridinha. Por vezes penso que não faço ideia porque deixei de correr (antes da lesão claro, depois não tive outro remédio!). É, realmente, uma sensação fantástica esta de nos irmos superando aos poucos. Nunca fui de competir com ninguém, mas sempre gostei de me desafiar a mim mesma, de me ultrapassar, de fazer melhor. Enfim, é mesmo bom poder estar de volta ao exercício. 

Por falar em coisas que são mesmo boas, têm agradecido diáriamente? Confesso-vos que nos últimos dias com a correria e o cansaço não tenho escrito nem os agradecimentos. Mas tenho pensado neles todas as noites. É realmente bom olharmos para o nosso dia e vermos o que podemos agradecer, o que correu bem, onde fomos bons e onde podemos ser ainda melhores. 

Vou deixar aqui as cinco coisas pelas quais sou grata hoje. 

1- Vi o sol nascer;

2- Tive um dia calmo no trabalho;

3- Corri 3km;

4- Vi o pôr do sol (fantástico) na praia;

Sobre a 5ª coisa pela qual sou grata, hoje, não podia deixar de agradecer o facto de ter tido o avô maravilhoso que tive. Infelizmente hoje faz sete anos que ele partiu. Mas o amor mantém-se. Foi o meu pai, o meu amigo, o meu professor, o meu companheiro. Não podia ter sido mais feliz com ele. Sou imensa e eternamente grata por ter tido a oportunidade de crescer com ele. A saudade nunca desaparece. Mas começamos, com o tempo, a conseguir "encher" o vazio que aqueles que amamos nos deixam no peito ao partir com gratidão por os termos tido na nossa vida.

E vocês, já agradeceram hoje?

 

16
Jan20

Devagar, devagarinho

E as cinco coisas pelas quais sou grata hoje


V de Viver

Voltei a correr!

Siiiim. Esta semana voltei a correr. Vá, não sei se posso dizer que é correr porque o ritmo é bastante lento () mas pronto. É correr. Sempre ouvi dizer: "não importa o quanto vás devagar, o importante é que não pares".

Há uns anos atrás correr era das actividades que me dava mais prazer. Sentia-me livre, leve, feliz e realizada por conseguir fazê-lo. Muito devido ao facto de, em tempos, ter sofrido de obesidade. Nunca fui muito rápida mas, claro, tudo o que fazemos continuamente acaba por melhorar. Quando comecei não corria nada, aos poucos fui tentando mais um quilómetro hoje, mais um amanhã e acabei a correr dez quilómetros seguidos, a minha distância mais longa até hoje.

Depois, algures em 2018, deixei de correr com vontade, acabava por ir correr mais como uma obrigação, o que me fez deixar de ter motivação para ir. Em 2019, como já referi muitas vezes, o ano foi tão mau que eu nem caminhadas me apetecia fazer. Deixei praticamente de fazer exercício. Mas pouco tempo antes da lesão tinha voltado a correr. Mas já me estou a alongar e a fugir daquilo que vos queria contar.

O que queria partilhar convosco hoje é que voltei a correr. Pronto. Dois quilómetros por dia, duas vezes esta semana (estou a pensar ir fazer mais dois quilómetros amanhã mas ainda não sei). Se é um grande feito? Não é grande coisa. Mas para mim é uma vitória, principalmente depois destes três meses de lesão em que praticamente não me mexia. Estou super feliz. Já tinha voltado às caminhadas mas não é a mesma coisa. Aquela sensação de superação de cada vez que se corre um quilómetro a mais do que na corrida anterior é uma sensação impagável.

Mas hoje decidi escrever sobre isto por outro motivo também. Fui correr ao final do dia e tive a certeza que não podia ter ido a melhor hora. O céu estava tão maravilhoso! O crepúsculo é, sem dúvida, uma das alturas mais lindas do dia. E hoje estava mesmo fabuloso, com umas cores tão suaves, o azul claro mesclado com o azul escuro e o rosa claro. Estonteante, juro-vos. Até me senti no paraíso, mesmo com toda a dificuldade em respirar por causa do cansaço .

A sério, que sensação maravilhosa esta de estar vivo. De ver o sol nascer, de ver o sol a pôr-se. De poder ver o céu, o mar, a lua. De poder correr. De ser livre. E com isto acabo por escrever hoje por aqui as cinco coisas pelas quais sou grata no dia de hoje. Aqui ficam elas:

1- Ter voltado a correr;

2- Poder ver, nem todos têm a sorte de ver o fim de tarde magnífico que estava por aqui hoje;

3- Poder andar (vai de encontro à primeira, eu sei, mas sou mesmo grata por isso, ainda mais depois da lesão);

4- O dia correu bem no trabalho, nada de grandes chatices (não é muito habitual);

5- Ser livre.

 

E vocês? Já agradeceram hoje? 

11
Jan20

Passei só para vos falar sobre a lua

Cinco coisas pelas quais sou grata hoje


V de Viver

Ontem não consegui passar aqui para deixar as minhas palavras diárias, nem as cinco coisas pelas quais fui grata. A rotina está de volta e, embora seja bom sinal, também é certo que não tarda nada estou esgotada psicológicamente outra vez! 

Mas adiante, que para já ainda me sinto com forças. Ontem tive pouquíssimo tempo ao final do dia e, como tal, tive que fazer algumas escolhas. Escolhi a minha caminhada na praia em detrimento de vir aqui escrever. Mas naquele momento era da caminhada e do ar da praia que mais precisava. Portanto fiz aquilo que o meu corpo e mente me pediram, logo está válido de qualquer modo.

Mas no dia de ontem houve um momento que não posso deixar passar "em branco". Foi direitinho para o número um da minha lista de cinco coisas a agradecer no dia de ontem. Eram cerca de 7H da manhã quando saí de casa para ir trabalhar. E deixem-me que vos diga: a lua estava qualquer coisa de maravilhosa.

Sempre adorei a lua, desde miúda, não sei explicar porquê, apenas adoro e transmite-me uma sensação de paz enorme. Ontem, assim que meti um pé fora do prédio, fiquei estonteada. Estava enorme, linda e brilhante.

Juro-vos que me senti mesmo grata por estar viva naquele momento. Mentiria se vos dissesse que onteme escrevi em papel as restantes quatro coisas pelas quais fui grata. Não escrevi. Não tive tempo nenhum entre os dois turnos. Mas hoje, embora esteja aqui quase a cair para o lado, não quis deixar de vir aqui partilhar convosco o que já leram e as cinco coisas pelas quais sou grata hoje. São elas:

1- Não tive dor no pé mesmo depois de nas últimas 24H o ter usado e abusado dele;

2- Consegui reagir a uma situação desagradável com clareza após alguns minutos a pensar nela;

3- Consegui manter-me firme no meu objectivo de não falar da minha vida pessoal no trabalho quando alguém (extremamente) curioso veio fazer perguntas;

4- Não tive nenhum ataque de compulsão alimentar;

5- Na viagem de regresso a casa fui contemplada com um céu maravilhoso ao entardecer.

 

Sei que algumas das coisas de hoje são mais algo que poderá ser motivo de orgulho, do que propriamente de gratidão, mas para vos ser bem sincera, estou realmente grata por, no fundo, eu estar a mudar e a tornar-me na pessoa que quero ser.

 

PS: desculpem se o meu português hoje estiver um pouco estranho, mas estou mesmo muito cansada!

Quem é a V?

Coisas que se disseram por aqui

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Procure à vontade...

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.