Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Coisas que eu [não te] disse

Tudo o que não consigo dizer, escrevo.

Coisas que eu [não te] disse

Tudo o que não consigo dizer, escrevo.

V de Viver

Sentada numa falésia junto ao mar vim finalizar o meu dia. Um daqueles que não foi nem bom nem mau. Acho que estes dias existem para nos mostrar que nem sempre é preto no branco. Nem sempre é sim ou não. Tristeza ou felicidade. Existem meios termos. Até para alguém que, como eu, não está habituada a eles. Nem todos os dias são bons, mas todos têm algo de bom, disso não duvido. Pode ser a minha mania de ver sempre o copo meio cheio. Mas é assim que vejo as coisas. Há sempre (...)

V de Viver

O dia lá fora está cinzento. Não sei quanto a vocês, mas a mim estes dias convidam-me a ficar no sofá. Ler um livro. Ver um filme. E reflectir. Dias cinzentos dão-me sempre vontade de pensar sobre a vida. Sobre tudo o que já vivi, o que estou a viver e o que ainda está para chegar. Tenho andado [novamente] ausente do blogue. Não sei se posso usar a desculpa da vida corrida. Até porque sou a primeira pessoa a defender que, bem organizado, o tempo dá para tudo. Tenho continuado a (...)

V de Viver

Sentada vejo as gotas da chuva a cair na varanda. O dia está cinzento, como o mundo e a humanidade. Penso nas pessoas que estão a sofrer, a fugir das suas casas, a deixar tudo para trás. A dor que só quem passa por uma situação assim saberá explicar. Provavelmente não terá explicação.  Situações como a guerra fazem-nos pensar na vida. Ou pelo menos a mim. Temos tendência a focar no que nos falta, no que não está bem, no que podia ser melhor. E depois, um dia, o mundo (...)